Seja muito bem-vindo ao Sonhos que vivo. Amores que sinto!


Seja muito bem-vindo (a) ao "Sonhos que vivo. Amores que sinto"!

Cada postagem que você encontrar aqui, foi escrita e publicada com muito carinho. Esse blog foi feito para você!
Aqui você encontrará lindos poemas de amor, de amizade, saudades e, agora com a super novidade: poemas religiosos (poemas gospeis)!
Você encontrará reflexões, versos, mensagens e ainda poderá deixar a sua opinião, participando do blog e ajudando a melhorá-lo, afinal, é importante saber a opinião dos meus leitores, pois é para vocês à quem escrevo!
Você poderá clicar nos marcadores e ir diretamente ao que lhe interessa, onde constam "poemas", "versos", "mensagens", etc...assim, facilitará a sua viagem nesse mundo de poemas, ao blog SONHOS QUE VIVO. AMORES QUE SINTO...

Obrigada pela visita aqui, espero que tenha gostado e volte sempre!
Se puder, deixe sua opinião, para que assim possemos melhorá-lo cada vez, além de deixar um toque seu aqui, um cantinho feito pensando em você, exclusivamente!

Desde já agradeço por sua visita, espero que goste e volte sempre...

Obrigada!

sábado, 4 de agosto de 2012

Poema: "A despedida de um amor que não vivi" (Joserlene Brito)


  Hoje, mais do que nunca, eu tive que calar...
Calei.
  Em meio ao silêncio que cantava aos meus ouvidos, eu buscava a voz do teu olhar.
Não é necessário que eu diga olhando dentro de tua alma, o quanto significas pra mim,
pois, ao tempo em que a minha alma busca refúgio em teu olhar, teus olhos não me vêem...
  Pensativa no meu canto, com meu coração mergulhado em encanto, te vejo passar, e ainda estou a mergulhar, pois estou a pensar em ti.
  Nos meus olhos minam o desejo de te flertar e te eternizar somente pra mim.
Apenas me olhas, mas nunca me vês, isto pois, não tenho pra ti, a importância que tens pra mim.
  Te vejo sempre, nunca te toco, às vezes te ouço...nada mais!
Atenta ali mesmo, onde fico, estou a contemplar o que costumo chamar de homem perfeito.
  Passas por mim, e meus olhos te seguem como se fossem atraídos por uma energia, e ao tempo em que os teus vão de encontro aos meus, apenas o chão eu vejo!
  Gosto de ouvir a tua voz, procuro sempre ouví-la, gosto de ti...sempre e mais...
Deito em minha cama sozinha, adormeço pensando em ti, ainda que sem ti eu esteja, é em sonho que te encontro, que te vejo...eu te tenho!
  Acredito que haja uma explicação, que exista um caminho, ainda que a direção seja um adeus.
  Não conheço o teu cheiro, nunca senti a tua pele, não sei nada de ti, apenas sei que tu tens o poder de me hipinotizar...
  Às vezes grito, perdoe-me, é uma forma de fazer com que me ouças. Às vezes calo, permita-me, é uma forma de fazer com que sintas falta de minha voz e eu consiga, além de tudo, me perder ao som da melodia da tua.
  Não há como, nem poderei negar-te...
Tenho por ti, uma admiração sem tamanho, uma admiração que cresce com o passar dos dias, das horas, que vai além dos segundos.
  Ao mesmo instante que dás à mim as costas, a tua ausência já sinto...já dói!
  Não sei dizer ao certo o que sinto por ti, só sei que isso que sinto, estou sentindo como nunca senti, mas, preciso deixar-te ir...
  Deixarei que passes por mim e olhe-me com os olhos de quem olha alguém sem importância, sem brilho, sem chance, sem vida!
  Deixarei que se vás, que viva, que tenha uma mulher que, não apenas tu mereças tê-la, mas que ela também te mereças...e te tenhas!
  Sois melhor que eu, sabes mais que todos os meus conhecimentos...a idade não importa!
Eu acredito na esperança, isto pois, esperei até agora por um olhar profundo vindo de ti, espero desde o primeiro instante que te vi...o amor, eu ainda não vivi, mas, de tu eu já desisti...
  Minha admiração, às vezes se confunde com desejo, com paixão, por quê não, amor?
Não sei!
  Quero-te dentro dos meus braços, quero-te dentro do meu olhar...quero-te em minha vida!
Não me importa o que irão dizer, pois, o que importa à mim, é o que sinto e não o que eu ouço.
  Carrego ainda aqui dentro do peito, uma recordação de algo lindo, sincero, profundo, infinito...
Foi um sonho que contigo tive!
  Deixo o meu adeus, ainda passível de ser revogado. Deixo também, o meu coração, passível de ser amado...
  Cuida dele, pois, por ti, ele está habitado!
  Saudade do teu beijo, que nunca senti...
  Saudade do teu abraço, este, não abraçado...

   Apenas, saudades de você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário